Um blogue dedicada à exposição de alguns objectos que podem definir um verbo tão complicado como o verbo SER, relativamente à sua definição na personalidade de uma pessoa...
publicado por O Verbo Ser | Domingo, 24 Abril , 2011, 22:26

Hoje veio-me à cabeça uma comparação muito interessante, do meu ponto de vista...

"Eureka!", disse eu, quando consegui a seguinte comparação- Não, não descobri a definição de SER... Não, mas descobri a razão, ou melhor, uma das, pela qual é muito difícil, se não impossível, definir SER.

Imaginem, por favor, o seguinte cenário:

Imagine que é um caixeiro que trabalha num Quiosque muito conhecido, num dos mais visitados do País ("O Quiosque", no Centro Comercial Dolce Vita - lol)... Está-se a imaginar na situação?

Pense agora que o seu horário de trabalho acaba às 17:00h, no entanto antes de deixar o seu posto de trabalho tem de realizar as contas à caixa registadora, a fim de confirmar se tudo bate na perfeição, se não há dinheiro nem a mais nem a menos...

Parece fácil, não é... Mas lembra-se da minha solução fantástica de ir procurar ao dicionário a definição de SER, parecia tão fácil mas a desilução caiu sobre mim. O mesmo acontece neste exemplo. A este cenário, de modo a que o mesmo se torne o mais verídico possível, temos de acrescentar o facto de que os clientes não param de entrar, comprar e sair da loja, tendo, então, os colegas de trabalho de mexer na caixa registadora, envolvendo muitas alterações no total da caixa. E assim, hem?! Já se torna uma actividade mais difícil, não? Obviamente que sim.

Agora façam, por favor, a comparação que eu fiz.

Também o nosso SER está sempre em constante alteração com a nossa experiência, com o nosso conhecimento, com novas pessoas, com novas entidades, com novos saberes, com muito novo. Por vezes parece que, de um segundo para o outro, mudámos de mundo e que o actual nada tem a com aquele no qual vivíamos há uns segundos atrás. Estranho, mesmo... Pois são estas constantes alterações que, de certo modo, fazem com que seja difícil definir SER.

 

 

Até à próxima!

 

SEJAM COM SENTIDO!

 


Micaela Madureira a 24 de Abril de 2011 às 22:53
Sim, somos seres em mudança. Graças a Deus, somos seres em mudança!
Uma das coisas que gosto em ti é da tua atenção ao mundo, a tua capacidade de ver, de descobrir relações...
Sabermos sem somos e fazermo-nos ser com sentido, eis uma grande desafio, sobretudo por estarmos em mudança.
Fico-te grata por hoje e sempre me recordares isso.

mais sobre mim
Abril 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
Visitas
blogs SAPO